BRASIL, Mulher, de 36 a 45 anos, Portuguese, English, Animais, Arte e cultura
MSN -

 

   

    FAMÍLIA ANIMAL
  Instantes, Interessantes...
  Proteja os Animais
  Proteja os Equinos Brasil
  BIP RJ
  Famiília Animal FB
  Família Animal Blog
  Viralatinhas da Alegria
  SALVA GATOS
  Adote um Bichinho
  Adoção Brasilia
  Amigos dos Bichos
  Casa do cão e do Gato
  Nutriveg - Vegetarianismo
  Gatinhos de Niteroí
  Orfanato Animal
  Cão sem dono
  Amigos dos Bichos
  Chácara dos Meus Amores
  Amigos de Quatro Patas
  Aumiguinhos Blogger
  Focinhos Gelados
  Amo Animal
  Animais de Circo
  Ong IPAD
  Adoção SP
  Meado te Vai
  Mel Susi
  Divulgação Animal


 

    12/02/2006 a 18/02/2006
  22/01/2006 a 28/01/2006
  15/01/2006 a 21/01/2006
  01/01/2006 a 07/01/2006
  18/09/2005 a 24/09/2005
  21/08/2005 a 27/08/2005
  14/08/2005 a 20/08/2005
  07/08/2005 a 13/08/2005
  24/07/2005 a 30/07/2005
  17/07/2005 a 23/07/2005
  10/07/2005 a 16/07/2005
  26/06/2005 a 02/07/2005
  19/06/2005 a 25/06/2005
  29/05/2005 a 04/06/2005
  22/05/2005 a 28/05/2005
  15/05/2005 a 21/05/2005
  01/05/2005 a 07/05/2005
  17/04/2005 a 23/04/2005
  27/03/2005 a 02/04/2005
  13/03/2005 a 19/03/2005
  27/02/2005 a 05/03/2005
  13/02/2005 a 19/02/2005
  06/02/2005 a 12/02/2005
  23/01/2005 a 29/01/2005
  16/01/2005 a 22/01/2005
  09/01/2005 a 15/01/2005
  02/01/2005 a 08/01/2005
  28/11/2004 a 04/12/2004
  05/09/2004 a 11/09/2004
  29/08/2004 a 04/09/2004
  11/07/2004 a 17/07/2004
  04/07/2004 a 10/07/2004


 

   

   


 
 
Viralatinhas da Alegria



Oração de São Francisco, interpretada por Raimundo Fagner.
OREMOS JUNTOS PELA PAZ DO MUNDO  E PELO FIM DA BRUTALIDADE CONTRA OS ANIMAIS!!!
 
                              
  
             ORAÇÃO  DA  PAZ
 
 
 
 
 
(Interpretação de Fagner)
 
 
Senhor
 
Fazei-me um instrumento de vossa paz
 
Onde houver ódio que eu leve o amor
 
Onde houver ofensa que eu leve o perdão
 
Onde houver discórdia que eu leve união
 
Onde houver dúvida que eu leve a fé
 
Onde houver erro que eu leve a verdade
 
Onde houver desespero que eu leve a esperança
 
Onde houver tristeza que eu leve alegria
 
Onde houver trevas que eu leve a luz
 
 
 
Ó Mestre
 
Fazei que eu procure mais
 
Consolar que ser consolado
 
Compreender que ser compreendido
 
Amar que ser amado
 
Pois é dando que se recebe
 
É perdoando que se é perdoado
 
E é morrendo que se vive para a vida eterna....
 
 
Por um mundo melhor para nós e para os animais!
Teka Mac Cracken
 


Escrito por Teka Mac Cracken às 12h19
[   ] [ envie esta mensagem ]




cinomose

 
----- Original Message -----
 
A cinomose é um vírus extremamente ingrato - tem preferência pelos bebês e pelos mais idosos - daí a importância da vacinação V8 ou V10 até o fim da vida do animal, além da vacina anti-rábica. o vírus pode permanecer no ambiente por cerca de 01 ano após a retirada do foco de infecção e sua transmissão se faz através do ar (principal forma), saliva, excrementos e até pela roupa/sapato das pessoas que têm contato com os animais. A doença pode ter início em qualquer sistema - gástrico, pulmonar, locomotor ou nervoso. No início da manifestação dos sintomas e sinais (pulmonar e gástrico) é mais fácil o tratamento e o prognóstico é mais favorável, mas quando atinge os sistemas locomotor e nervoso fica bem mais difícil e o prognóstico passa a ser reservado. É necessário exames de sangue durante todo o tratamento para monitorar a eficácia dos medicamentos - pois como se tarta de vírus, o tratamento é de suporte para que o organismo enfrente a doença -, o que faz com que cada caso seja único pois depende da resposta imunitária do animal, se foi vacinado, da procedência da vacina, quantas doses recebeu, do estado de saúde imediatamente anterior à doença, da idade, da exposição aos agentes causais, etc.
Apenas podemos afirmar que seja cinomose se encontrarmos corpúsculos de Lentz nos exames sanguíneos. A doença se parece com várias outras, inclusive raiva.
A acupuntura tem resolvido vários casos terminais de cinomose, alguns já desenganados pela alopatia.
É um tratamento demorado, é desgastante para o proprietário e para o animal, além de caro. Mas creio que enquanto há vida há chance de melhorar, mesmo que fiquem sequelas como tiques nervosos e dificuldade para andar (manqueira leve).
O médico veterinário deve ser imediatamente procurado, e o proprietário deve insistir no tratamento rigoroso.
 
atenciosamente,
dra. Rosana Simon Halasz
CRMV-SP 14.363


Escrito por Teka Mac Cracken às 12h17
[   ] [ envie esta mensagem ]




oi!
 
Acho que o link abaixo pode, em algum momento, te interessar.
 
Beijos,
 
http://www.poupetempo.com.br/doacao/doacao.htm

Juvenal Silva Neto



Escrito por Teka Mac Cracken às 12h05
[   ] [ envie esta mensagem ]




Repasso mensagem copiada do Orkut.

O destaque  em vermelho é meu:

O USO DE ANTICONCEPCIONAIS MATA!

Seguem fotos do tumor anexadas.

(com cópia para mais de 50 veterinários)

 

Deolinda  (gato.verde@terra.com.br)

________________________________

 

CIRURGIA DAS 2 CACHORRINHAS DO TREMEMBÉ

                                 

Hoje as 2 cachorrinhas, mãe e filha do tremembé, foram operadas pela Dra. Maria Cristina Torrezilhas, diretora do corpo clínico da Associação Órion Saint Germain.

A filha tinha um quadro de suspeita de piometra. Na verdade ela tinha um tumor enorme (do tamanho de uma bola de voley) que começou no útero e atingiu fígado, baço, estômago e estava quase no sistema respiratório. A cirurgia foi muito difícil e triste.

Quando a Dra. abriu a barriguinha dela, saiu uma enorme quantidade de líquido ascístico (inflamatório).

Assistimos em 5 pessoas a operação inteira, que durou cerca de 2 h e infelizmente ela teve que ser sacrificada para que fosse poupada de mais sofrimento. A decisão foi muito difícil, mas infelizmente não havia escolha...

É com uma enorme tristeza que passo a vocês que a "Nenem do Tremembé" está agora descansando, em um mundo melhor e mais justo...mais justo, tem que ser mais justo, para ela que sofreu tanto neste mundo a qual só os animais de raça têm vez!

Este tumor se desenvolveu devido ao uso de ANTICONCEPCIONAISSSSSSS, (pra quem não sabe...)

e que esta perda tão triste da "Nenem do Tremembé" sirva para coscientizar,

QUE O USO DE ANTICONCEPCIONAIS EM ANIMAIS MATA!

Em compensação, a mãe, que tinha um quadro de suspeita de "prolapso de assoalho de vagina" , sobreviveu e está em tratamento e observação. Foi dado um nome para essa mamãe, que hoje perdeu sua filhinha e certamente já sabe disso, ela se chama Cristina, a "Cris do Tremembé" , como homenagem à Dra. Cristina, a qual fez o possível para salvar as duas meninas..

A "Cris do Tremembé" também tinha uma camada de gordura excessiva na sua barriguinha, embaixo da pele, que também foi retirada. Foram feitos 3 cortes, pois também foi castrada e agora todos rezamos para que essa menina possa ter uma qualidade de vida melhor, melhor do que a nenem teve...

Deixo aqui meus sentimentos pela Nenem e todos os meus pensamentos positivos para que a Cris consiga sobreviver depois de 3 cirurgias e uma enorme perda, a da sua mais companheira...

 
Clara de Oliveira Pinto
Associação Órion Saint Germain
www.orionsg.org
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=570555

                 

  

Deolinda  =^. .^=  
 


Escrito por Teka Mac Cracken às 11h59
[   ] [ envie esta mensagem ]




VOCÊ ESTÁ PRONTO PARA TER UM CACHORRO?
 
VOCÊ ESTÁ PRONTO PARA TER UM CACHORRO?
http://cyberamelia.uol.com.br/cyberdog/voce_pronto.htm

Parece ser uma pergunta simples e de fácil resposta, mas temos visto na prática que não é.
Para vocês terem uma idéia, estas são as causas mais comuns de reclamações que ouvimos de pessoas que querem dar os seus animais.

O cachorro foi comprado pro meu filho que não cuida dele. Eu nunca quis ter cachorro em casa/apartamento.

É uma grande ilusão esperar que uma criança, ou mesmo um adolescente vá tomar conta de um animal, com todas as responsabilidades que estão envolvidas nesta relação. A maioria dos cachorros é uma ótima companhia para crianças e jovens, mas nem tudo é festa. Cachorros precisam ser alimentados, escovados, educados, banhados, exercitados, e amados com regularidade. Não dá para deixar o cachorro sem comida e sem passear porque apareceu um lugar legal para passar o fim de semana. Os pais devem estar conscientes que quando eles permitem que o filho tenha um animal, eles estão compactuando com esta adoção, e que, desde que o mundo é mundo, os cachorros sobram pros pais.

Se você não quer tomar conta do "neto" peludo diga não e bata pé. Seja firme. Você não precisa ter um animal, e todo o trabalho que vem junto, se você não quiser. Só não vale é deixar e descontar no bicho depois.

O cachorro é um amor, super bonzinho, adoro ele. O único problema é que ele solta pêlos e eu detesto pêlos na casa.

É verdade. Cachorros soltam pêlos. Algumas raças mais do que outras, mas praticamente todos soltam pêlos. Cachorros pequenos não soltam, necessariamente, menos pêlos do que cachorros grandes (mesmo que os grandalhões tenham uma "área" bem maior) e, normalmente, cachorros de pêlo curto soltam muito mais pêlo do que os de pêlo longo. O pêlo curto também é muito mais difícil de limpar do que o pêlo longo.

Algumas pessoas têm alergia a pêlos, meu caso, e embora eu nunca tenha deixado de ter bichos por causa da alergia, o melhor é levar todos os membros da família até o canil da raça que se pretende adquirir e ver quem é mais sensível e, se mesmo assim, está tudo bem.


As raças que possuem o subpêlo (um pelinho mais curto, denso e fofinho junto ao corpo e por baixo do pêlo longo), são os que soltam mais pêlos na primavera e no verão, e que precisam ser escovados para se livrar deste pêlo.

Todas as vezes que eu ouço uma pessoa dizendo que vai dar o cachorro porque ele solta pêlos, duas imagens me vêem a cabeça: A primeira é de uma pessoa devolvendo uma blusa porque a lã pinica. A outra é de uma pessoa "devolvendo" o marido porque ele também solta pêlos e está ficando careca.

Nem tanto ao mar, nem tanto a terra. Mas seria bom que as pessoas se lembrassem que cães tem sentimentos, que se apegam e confiam em seus donos. Eles nunca poderiam imaginar que seriam "devolvidos" simplesmente porque eles soltam pêlos, e que todo amor que eles nos proporcionam não seria levado em consideração.

Na grande maioria dos casos a perda de pêlos ocorre intensamente nos meses da primavera e do outono (os cães estão "trocando de roupa") e uma boa escovada no fim de tarde vai ajudar muito na relação entre o dono e o peludo.

O cachorro chora o dia todo porque está sozinho.
O cachorro late e chora a noite toda porque fica sozinho.


Ninguém gosta de ficar sozinho o dia todo. Nem um cachorro. Também não acho que qualquer pessoa iria encarar como sendo agradável a experiência de dormir sozinho no quintal ou trancado na cozinha. Posso entender e respeitar a decisão de uma pessoa que opta por ter um cão que vai ficar o dia todo sozinho, ou que prefere que o cachorro não fique dentro de casa, mas estas pessoas deveriam estar atentas que este não é um processo fácil para um cachorro. Especialmente se ele for um filhote. Cães são animais sociais, criados geneticamente para viver em grupos e se proteger mutuamente durante a noite.

Para tentar minimizar o problema é preciso que o dono reserve algum tempo do seu dia para se dedicar plenamente ao cão. Brincadeiras, carinhos e cuidados só pro peludo irão fazer com que ele sinta que também é parte da família e que também é aceito por esta família. Caso contrário ele irá se sentir como um cão proscrito. Aquele que é obrigado a viver à margem da matilha, sem poder chegar perto e compartilhar do aconchego, calor e segurança do grupo. Também nestes casos, em que os donos passam muitas horas do dia fora de casa, ou que o cachorro irá viver do lado de fora, é mais aconselhável escolher uma raça que seja naturalmente mais independente do que outras. Só não vale depois ficar reclamando que o cachorro não liga muito pro dono e prefere o caseiro.




Escrito por Teka Mac Cracken às 11h48
[   ] [ envie esta mensagem ]




10 Razoões contra os Diretos dos animais e as respctivas respostas.
 

10 razões contra os Direitos dos Animais e as respectivas respostas

1. Tu estás a igualar animais e humanos, quando, na realidade, os humanos e os animais diferem grandemente

Resposta: Nós não afirmamos que os humanos e os animais sejam iguais em todos os aspectos. Por exemplo, nós não estamos a dizer que os cães ou os gatos possam resolver problemas matemáticos, ou que os porcos e as vacas possam apreciar poesia. Aquilo que nós estamos a dizer é que, tal como os humanos, muitos outros animais são seres psicológicos, com uma experiência própria de bem-estar. Neste sentido, nós e eles somos análogos. Neste sentido, portanto, e apesar das nossas muitas diferenças, nós e eles somos iguais.

“Todos os argumentos para provar a superioridade do homem não conseguem destruir este rude facto: no sofrimento, os animais são iguais a nós.” – Peter Singer

2. Tu estás a dizer que cada humano e cada outro animal tem os mesmos direitos, o que é absurdo. As galinhas não podem ter o direito de votar, tão pouco podem os porcos ter direito a uma educação superior

Resposta: Nós não estamos a dizer que os humanos e os outros animais têm sempre os mesmos direitos. Nem sequer todos os seres humanos têm os mesmos direitos. Por exemplo, pessoas com incapacidades mentais graves não têm direito a uma educação superior. Aquilo que nós estamos a dizer é que estes e outros humanos partilham um direito moral básico com os outros animais – nomeadamente, o direito a serem tratados com respeito.

“É o destino de cada verdade ser objecto de ridículo quando é inicialmente aclamada” – Albert Schweitzer

3. Se os animais têm direitos, então também os vegetais têm, o que é absurdo

Resposta: Muitos animais são como nós: têm um bem-estar psicológico deles próprios. Tal como nós, por conseguinte, esses animais têm o direito a serem tratados com respeito. Por outro lado, nós não temos nenhum motivo, e certamente nenhum motivo científico, para acreditar que cenouras e tomates, por exemplo, tragam uma presença psicológica ao mundo. Tal como todos os outros vegetais, as cenouras e os tomates, não têm nada que se assemelhe a um cérebro ou a um sistema nervoso central. Uma vez que lhes faltam estas características, não há qualquer razão para pensar nos vegetais como seres psicológicos, com a capacidade para sentir dor e prazer, por exemplo. É por estas razões que se pode racionalmente defender os direitos no caso dos animais e negá-los no caso dos vegetais.

“O caso pelos direitos dos animais depende apenas da necessidade de senciência.” – Andrew Linzey

4. Onde é que tu traças o risco? Se os primatas e os roedores têm direitos, então também as lesmas e as amebas têm direitos, o que é absurdo.

Resposta: Muitas vezes não é fácil saber exactamente onde “traçar o risco”. Por exemplo, nós não podemos dizer exactamente que idade precisa uma pessoa de ter para ser idosa, ou que altura alguém tem de ter para ser alto. Contudo, nós podemos dizer, com certeza, que alguém que tem 88 anos é idoso, e que outra pessoa com 2,15 metros de altura é alta. De modo similar, nós não podemos traçar uma linha no que respeita a dizer quais são os animais que possuem uma psicologia. Mas podemos dizer com absoluta certeza, que onde quer que se desenhe a linha com bases cientificas, os primatas e os roedores estão de uma lado (o lado psicológico), enquanto que lesmas e amebas estão do outro lado – o que não significa que nós as possamos destruir irreflectidamente.

“Nas relações dos humanos com os animais, com as flores, e com todos os objectos da criação, existe uma grandiosa ética ainda vagamente reconhecida.” – Victor Hugo



Escrito por Teka Mac Cracken às 15h14
[   ] [ envie esta mensagem ]




5. Mas certamente há alguns animais que podem sentir dor mas que não possuem uma identidade psicológica unificada. Uma vez que estes animais não têm o direito a ser tratados com respeito, a filosofia dos direitos dos animais implica que nós os podemos tratar como nos apetecer

Resposta: É verdade que alguns animais, tais como as lagostas e bivalves, podem ser capazes de sentir dor mas no entanto não possuem a maioria das outras capacidades psicológicas. Se isto é verdade, então eles não terão alguns dos direitos que os outros animais têm. Contudo, não pode haver qualquer justificação moral para causar dor a quem quer que seja, se isso for desnecessário. E uma vez que não é necessário que os humanos comam lagosta, bivalves, e animais semelhantes, ou que os utilizem de outras formas, não pode existir qualquer justificação moral para lhes causar o sofrimento que inevitavelmente advém dessa utilização.

“A questão não é, ‘Podem eles racionalizar?’ nem ‘Podem eles falar?’ mas ‘Podem eles sofrer?’” – Jeremy Bentham

6. Os animais não respeitam os nossos direitos logo os humanos também não têm qualquer obrigação de respeitar os deles.

Resposta: Existem muitas situações nas quais um indivíduo que tem direitos não é capaz de respeitar os direitos de outros. Isto é verdade para bebés, crianças pequenas, e seres humanos mentalmente debilitados ou com perturbações mentais. No caso deles nós não dizemos que é correcto tratá-los desrespeitosamente porque eles não honram os nossos direitos. Pelo contrário, nós reconhecemos que temos o dever de os tratar com respeito, apesar de eles não terem qualquer dever de nos tratar da mesma forma.

Aquilo que é verdade nos casos de bebés, crianças, e dos outros humanos referidos, não é menos verdade nos casos que envolvem animais, reconhecidamente, estes animais não têm o dever de respeitar os nossos direitos. Mas isto não elimina ou diminui a nossa obrigação de respeitar os deles.

“O tempo chegará em que pessoas tais como eu olharão para o assassinato de (outros) animais da mesma forma que olham para o assassinato de humanos.” – Leonardo Da Vinci

7. Deus deu aos humanos domínio sobre os animais. É por isso que nós lhes podemos fazer o que quisermos, incluindo come-los.

Resposta: Nem todas as religiões apresentam os humanos como tendo domínio sobre os animais, e mesmo entre aquelas que o fazem, a noção de domínio deve ser entendida como uma protecção não egoísta dos animais, e não como uma autoridade egoísta. Os humanos devem amar toda a criação do mesmo modo que Deus fez ao criá-la. Se nós amassemos os animais hoje da mesma forma que os humanos os amavam no Jardim do Éden, nós não os comeríamos. Aqueles que respeitam os direitos dos animais estão embarcados numa viagem de regresso ao Éden – uma viagem de volta ao amor devido a toda a criação de Deus.

“E Deus disse, Contemplai, Eu vos dei todas as ervas com semente que existem à superfície da terra, e todas as árvores de fruto, nas quais o fruto contém a própria semente; isto será o vosso alimento.” – Génesis 1:29



Escrito por Teka Mac Cracken às 15h14
[   ] [ envie esta mensagem ]




8. Apenas os humanos têm almas imortais. Isto dá-nos o direito de tratar os outros animais como nos apetecer.

Resposta: Muitas religiões ensinam que todos os animais, não apenas os humanos, têm almas imortais. Contudo, mesmo que apenas os humanos sejam imortais, isto apenas provaria que nós vivemos para sempre enquanto os outros animais não. E este facto (se for um facto) aumentaria, não diminuiria, a nossa obrigação de assegurar que esta – a única vida que os outros animais têm – seja tão longa e tão boa quanto possível.

“Não existe nenhuma religião sem amor, e as pessoas podem falar tanto quanto queiram acerca da sua religião, mas se isso não lhes ensina a serem bons e caridosos para os outros animais tal como para os humanos, tudo não passa de uma fraude.” – Anna Sewell

9. Se nós respeitarmos os direitos dos animais, e não os comermos ou explorarmos de outras formas, então o que é suposto fazermos com todos eles? Num curto espaço de tempo eles invadirão as nossas ruas e as nossas casas.

Resposta: Qualquer coisa como 4 a 5 mil milhões de animais são criados e massacrados para alimentação humana todos os anos, apenas nos Estados Unidos. O motivo para este número surpreendente é simples: há consumidores que consomem grandes quantidades de carne animal. O fornecimento de carnes de animais vai de encontro às necessidades dos compradores.

Quando a filosofia dos direitos dos animais triunfar, contudo, e as pessoas se tornarem vegetarianas, nós não precisamos de recear que hajam milhões de vacas e de porcos a pastar no centro das nossas cidades ou nas nossas salas de estar. Uma vez que o incentivo monetário para a criação de milhares de milhões destes animais se evapore, simplesmente não existirão milhões destes animais. E o mesmo raciocínio se aplica noutros casos – no caso dos animais criados para pesquisa científica, por exemplo. Quando a filosofia dos direitos dos animais prevalecer, e este uso destes animais terminar, então o incentivo financeiro para os criar aos milhões terminará também.

“O pior pecado contra as criaturas nossas companheiras, não é odiá-las mas ser-lhes indiferente. Essa é a essência da inumanidade.” – George Bernard Shaw

10. Ainda que os outros animais tenham direitos morais e devam ser protegidos, há coisas mais importantes que precisam da nossa atenção – a fome mundial, e o abuso de crianças, por exemplo, o apartheid, as drogas, a violência contra as mulheres, e a condição dos sem abrigo. Depois de tratarmos destes problemas, podemos então preocuparmo-nos com os direitos dos animais.

Resposta: O movimento dos direitos dos animais, ergue-se como uma parte de, e não à parte, do movimento dos direitos humanos. A mesma filosofia que insiste nos direitos dos animais não humanos e os defende, também insiste nos direitos dos seres humanos e os defende.

Em termos práticos, além do mais, a escolha que as pessoas enfrentam não é entre ajudar humanos ou ajudar animais. Podemos fazer ambas as coisas. As pessoas não precisam de comer animais para ajudar os sem abrigo, por exemplo, tal como não precisam de usar cosméticos que foram testados em animais para ajudar as crianças. De facto, as pessoas que respeitam os direitos dos animais não humanos, ao não os comerem, serão mais saudáveis, caso em que terão mais capacidades para ajudar seres humanos.

“Eu sou a favor dos direitos dos animais tal como dos direitos humanos. Esse é o caminho de um ser humano completo” – Abraham Lincoln

http://www.pelosanimais.com/media/free_me.swf

http://www.pelosanimais.com/artigos/filosofia_dos_direitos_dos_animais.php

 

Tradução de pelosanimais.com do original 



Crueldades.
como dizia o poeta: "
Cai-me a pena da mão, perturba-me a vista...o cérebro se
 agita, o coração dói, a alma sofre !


Escrito por Teka Mac Cracken às 15h14
[   ] [ envie esta mensagem ]




http://www.guiavegano.com/calendario/

Divirtam-se , qualquer dúvida é só perguntar

Escrito por Teka Mac Cracken às 15h12
[   ] [ envie esta mensagem ]




RECEITA COM FRANGO !!!

INGREDIENTES: FRANGOS

ANIMAIS CURIOSOS E AMIGÁVEIS QUE CRIAM LAÇOS FAMILIARES E HIERARQUIAS, CONSTROEM NINHOS E CUIDAM DAS SUAS CRIAS.

MODO DE PREPARO:

1. CORTAR O BICO DOS FRANGOS COM UMA LÂMINA QUENTE E SEM ANESTESIA.

               

 

2. COLOCAR AS CRIAS EM GALINHEIROS SUPER LOTADOS CHEIOS DE EXCREMENTOS LEVANDO-OS À MORTE POR ASFIXIA OU ATAQUE DO CORAÇÃO.

 

  



Escrito por Teka Mac Cracken às 15h10
[   ] [ envie esta mensagem ]




 

            

.

 

3. ALIMENTÁ-LOS COM ANTIBIÓTICOS E MANTE-LOS À LUZ ARTIFICIAL ACESA DURANTE 24 HORAS PARA QUE COMAM BASTANTE E CRESÇAM RÁPIDO PARA AUMENTAR A PRODUÇÃO.

4. SELECIONAR OS FRANGOS COM MAIS CARNE, FAZENDO COM QUE SUAS PATAS SE QUEBREM E NÃO CONSIGAM SE MOVER DURANTE TODA A SUA MISERÁVEL EXISTÊNCIA.

5. AGARRAR OS SOBREVIVENTES PELAS PATAS E JOGÁ-LOS EM ENGRADADOS SUPERLOTADOS PARA O TRANSPORTE.

6. TRANSPORTÁ-LOS DURANTE HORAS PARA O MATADOURO EXPONDO-OS À TEMPERATURAS EXTREMAS.

 

7. NO MATADOURO, PRENDER AS PATAS DOS SOBREVIVENTES A GANCHOS.

8. LAVÁ-LOS COM ÁGUA ELETRIFICADA

9. CORTAR-LHES A GARGANTA

10. ATIRAR OS CORPOS, ALGUNS AINDA VIVOS EM ÁGUA ESCALDADA PARA FACILITAR A REMOÇÃO DAS PENAS.

11. REPETIR ESTA RECEITA CERCA DE 5 BILHÕES DE VEZES AO ANO.

 

OBS. UM FRANGO NASCE E É ABATIDO EM DOIS MESES QUANDO ESTE TEM EXPECTATIVA DE VIDA DE 7 ANOS.

 

SE VOCÊ NÃO GOSTOU DA RECEITA, ÓTIMO !!!

 

MUDE SEU HÁBITO ALIMENTAR

alimente-se sem CRUELDADE

PARE DE COMER NO KFC, Mc DONALD'S, NUGGETS, ETC

 

VISITE:

http://www.tomregan-animalrights.com/gallery.html

 

http://www.vegetarianismo.com.br/pqv/

 

http://www.peta.org/

 

http://www.petatv.com/

 

Fabio Paiva
e-mail: fabio@fulltech.com.br



Escrito por Teka Mac Cracken às 15h10
[   ] [ envie esta mensagem ]




carta de Rita Lee: Odeio Rodeio



Abaixo um texto da Rita Lee, em defesa aos sofrimentos nos rodeios:


NÃO SOU UMA ET, MAS FICO INDIGNADA SEMPRE QUE OS TERRÁQUEOS DESRESPEITAM OS OUTROS TRÊS REINOS DO PLANETA: O MINERAL, O VEGETAL E O ANIMAL. A TAL DA IMAGEM E SEMELHANÇA DE DEUS CONFERIDA À RAÇA HUMANA É UMA PIADA.

HOJE VOU FALAR SOBRE RODEIOS. RODEIO É UM VERGONHOSO LIXO CULTURAL NORTE AMERICANO ONDE OS ANIMAIS SÃO SUBMETIDOS ÀS MAIS CRUÉIS TORTURAS. NÃO ME REFIRO AQUI A CAVALOS E BOIS DE RAÇA. FALO DOS POBRES PANGARÉS VIRALATAS. E NÃO ME VENHAM OS DEFENSORES DESSA INDÚSTRIA, TÃO MILIONÁRIA QUANTO IMBECIL, AFIRMAR QUE PULAM DAQUELA MANEIRA PORQUE SÃO BRAVOS E SELVAGENS. AQUELES POBRES ANIMAIS PULAM DE DOR! NOSSO ROMÂNTICO JECA TATÚ HOJE SE CHAMA JOHN WAYNE, UM PEÃO COWBOY, UM ATLETA PROFISSONAL DA CRUELDADE. O POVO BRASILEIRO É FESTEIRO POR NATUREZA E OS RODEIOS SERIAM ABENÇOADOS NÃO FOSSEM AS BARBARIDADES JÁ FARTAMENTE COMPROVADAS, MAS TODAS FEITAS ÀS ESCONDIDAS DO PÚBLICO.

UMA ARENA COMO ESTA PODERIA APRESENTAR ATRAÇÕES ESPORTIVAS DE VERDADE, VÁRIOS GRANDES ATLETAS DO BRASIL ESTÃO SEM PATROCÍNIO OU INCENTIVO ALGUM. A FESTA NÃO PERDERIA SEU BRILHO, NÃO DEIXARIA DE GERAR EMPREGOS E AS CRIANÇAS PRESENTES APRENDERIAM ALGO MAIS DIGNIFICANTE. NO ENTANTO ESTE ESPAÇO É PREENCHIDO POR UMA CORJA DE SANGUINÁRIOS CUJO “ESPORTE” (!?!) É LAÇAR BEZERRINHOS INDEFESOS, INSTALAR SEDÉM NOS MACHOS, ENFIAR CACOS DE VIDRO E CIGARROS ACESOS NAS FEMEAS, E OUTRAS PRÁTICAS NAZISTAS...PARA QUE AO ABRIREM OS PORTÕES DA LIBERDADE ESSES ANIMAIS ESCRAVOS AINDA SE SUBMETAM A MAIS HUMILHAÇÕES DIANTE DE UM COLISEU IGNORANTE. ABAIXO A DITADURA DO SOFRIMENTO ANIMAL! ABAIXO A TORTURA! EU ODEIO RODEIO!


Escrito por Teka Mac Cracken às 15h08
[   ] [ envie esta mensagem ]




" Durante o curso de medicina, a única coisa que aprendi com os animais que eram usados nas aulas, é que eles sofrem. E morrem...
Isso é inesquecível."
Patrícia Piccino Braga
Médica



Escrito por Teka Mac Cracken às 15h00
[   ] [ envie esta mensagem ]




"Me fogem as palavras tamanha a covardia do ser
> humano"
> As cenas são fortes:
>
http://www.all-creatures.org/anex/dog.html
>


Escrito por Teka Mac Cracken às 14h58
[   ] [ envie esta mensagem ]




Oi Pessoal,
 
 Estou enviando os endereços de 2 sites para que conheçam e possam divulgar.
 Por favor, arrumem um tempinho para uma visita.
Obrigada
 
 
http://www.ciadobicho.com.br/abrigo.htm
 
http://www.carinhoanimal.siteonline.com.br
 


Escrito por Teka Mac Cracken às 14h56
[   ] [ envie esta mensagem ]




No www.mundodosgatos.com.br já tem endereços dos vets.
de 5 Estados.
São veterinários de confiança, indicados por protetores.
Claudete


Escrito por Teka Mac Cracken às 14h56
[   ] [ envie esta mensagem ]




Assino em baixo!

Quem fuma acaba não tendo mesmo muito argumento para defender os
animais, pois é um patrocinador de uma das indústrias mais sujas e
sórdidas que existe.

É totalmente incongruente fumar e pensar-se defensor de qualquer causa
em favor dos animais. Primeiramente porque se vc é um defensor dos
animais, tb deverá ser imediatamente um defensor dos homens, mais
ainda de nossa juventude, animais que somos. Quem come carne não pode
ter nojo do açougueiro. Quem fuma é a favor das empresas de cigarro.
Portanto, apoia quem destrói a saúde física e mental de nossos jovens,
e ainda faz testes com animais, manipula resultados de pesquisa, opera
à margem da lei, sonega inpostos, e tudo com o dinheiro do vício que
promovem.

Cigarro não combina com nada de bom e justo! Além e feder e ser um
hábito sujo (mas tudo bem, hábitos sujos tem seus atrativos, eu sei,
afinal, levar uma lambida do seu cãozinho na boca não é lá uma coisa
muito limpa!!!!)

Ah! Essa mensagem é só uma besteirinha pra quem for fumante
repensar... E não pensem que sou um falso-pudorista! Eu realmente não
gosto de cigarro, e não é nem por convicção ideológica, religiosa ou
afins, é apenas por bom-senso!

Abraços,

Felipe

--- Em libertacaoanimal@yahoogrupos.com.br, Leuda de Moura
<leuda_de_moura@y...> escreveu
> Gente, quem for fumante e for pra manifestação de vivissecçao- NÃO
FUMEM! pois as cia de cigarros fazem experiência com animais prenhes
(macacas) pra saber o efeito do cigarro no feto. QUEM NÃO SABIA disso,
agora está sabendo, e COM CERTEZA, PELO AMOR QUE TEM AOS ANIMAIS,
pararão de fumar! e assim além de estarem fazendo UM GRANDE BENEFÍCIO
a si próprios, e a natureza, não contribuirão  mais pra enriquecer
estas CRUÉIS INDÚSTRIAS da morte!
> Leuda Moura

Eu já parei de fumar faz 10 anos. Eu assino em Baixo Teka Mac Cracken
>



Escrito por Teka Mac Cracken às 14h54
[   ] [ envie esta mensagem ]




RECANTO RANCHO DOS GNOMOS - ONGPROTETORA DOS ANIMAIS

Subject: [libertacaoanimal] (liberatacao animal) RECANTO RANCHO DOS
GNOMOS - ONGPROTETORA DOS ANIMAIS


Pessoal,

Estamos muito precisando de ajuda.

Atualmente, há, em torno de, 80 leões abandonados por circos. Estão
mantidos em jaulas minúsculas, em praças públicas, espalhados por
todo
Brasil. São alimentados pela população, mas não o suficiente, para
que
tornessem saudáveis.

Estes leões estão debilitados, fracos, precisando, além de
alimentação
adequada e água, também de tratamento de saúde.

Há uma ONG maravilhosa, chamada RECANTO RANCHO DOS GNOMOS, que abriga
animais abandonados por circos. Porém, não possui condições
financeiras para abrigar 80 leões. O Ibama está tentando conseguir
ajuda, mas não está conseguindo.

O nosso "maravilhoso" governo enviou 10 leões para campos de caça da
Africa (no Jornal Nacional mentiram. Falaram que estavam indo para
zoológicos). Caso o Rancho não consiga um patrocínio urgente, todos
os
leões ou serão sacrificados ou serão encaminhados para os campos de
caça.

Por favor, caso conheçam algum empresário, por favor, peçam para
entrar entrar em contato com o Rancho dos Gnomos e falar com a Silvia
ou com o Marcos, no fone (011) 4616-2703 ou através do e-mail
ranchodosgnomos@aol.com

Para quem não os conhece, por favor, acesse o site
www.ranchodosgnomos.org.br

Obrigada,

Andrea Ianni



Escrito por Teka Mac Cracken às 14h52
[   ] [ envie esta mensagem ]




PETIÇÃO CONTRA RODEIOS


  Petição contra RODEIOS em Piracicaba 6/21/2005 11:31 AM
  ASSINEM! Petição contra RODEIOS!
  Por favor ASSINEM! É muito rápido!!!!

  Petição contra RODEIOS na cidade de Piracicaba. (AJUDE-NOS)

  Precisamos de 106 mil assinaturas... não é impossivel não!


 
http://www.petitiononline.com/rdpir/petition.html


Escrito por Teka Mac Cracken às 14h51
[   ] [ envie esta mensagem ]




From: "Serviço de Atendimento Avon" <"Servi0xL187zo de Atendimento Avon"@AVON.avon.com>

Agradecemos pelo seu contato e preferência por nossa marca.
Em 1989 a Avon foi a primeira grande empresa de cosméticos a deixar de usar
animais para fins de pesquisa de seus produtos e tem utilizado uma
variedade de alternativas comprovadas para testar a segurança de seus
produtos e ingredientes. Também mantém uma política de evitar uso de testes
em animais em toda a cadeia produtiva (fornecedores de matérias primas).
Ela não autoriza a execução de testes em animais nos produtos desenvolvidos.
A decisão de não utilizar o selo é uma decisão da empresa que leva em
consideração uma série de fatores como espaço de rotulagem na embalagem,
normatização internacional, etc. A questão do uso de animais em produtos
cosméticos está sendo debatida na comunidade européia afim de que se torne
uma exigência em todos os blocos econômicos. A Avon vem contribuindo muito
para desenvolvimento de testes alternativos in vitro para que todo o teste
de uso em humanos tenha a segurança necessária; e que possa fabricar
produtos de qualidade, eficácia e seguros para consumo.
Se precisar de outras informações, nos contate pelo telefone 0800 708 2866,
de segunda a sábado, das 08hs às 20hs.
Teremos muito prazer em lhe atender!

Gustavo Carturan

AVON COSMÉTICOS
Seu contato com a Avon pela Internet : http://www.avon.com.br

 



Escrito por Teka Mac Cracken às 14h49
[   ] [ envie esta mensagem ]




São Paulo, quarta-feira, 06 de julho de 2005

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

Usar animais em estudo é barbárie, diz historiador

DA REPORTAGEM LOCAL

O uso de animais em experimentos e no ensino é um sinal de barbárie. Essa é a opinião do professor de história da cultura da USP, Nicolau Sevcenko.
De acordo com ele, utilizar animais em estudos é andar na contramão do desenvolvimento do conhecimento e da ética. "Nos EUA e na Europa já predomina a convicção de que essas práticas abomináveis têm de ser abolidas das pesquisas e instituições de ensino."
Segundo o professor, existem alternativas que podem eliminar essas práticas. "A ciência propicia hoje softwares complexos que modelizam o organismo. É possível também usar material de animais mortos de maneira natural, mas congelados para efeito de estudo."
Para a bióloga Dolores Rivero, há alguns estudos que não podem ser feitos de outra maneira. "Para o avanço da área médica é imprescindível as pesquisas com animais. O ganho de conhecimento foi brutal. Não se pode expor uma pessoa a um poluente como o monóxido de carbono. Elas desmaiam e podem morrer."
Rivero opina, porém, que deveria haver fiscalização nas escolas e institutos, para verificar as condições em que são mantidos os animais e se é dada anestesia para que não sofram.



Escrito por Teka Mac Cracken às 14h49
[   ] [ envie esta mensagem ]




SUBPREFEITURAS VÃO CASTRAR CÃES E GATOS

EM GRANDES MUTIRÕES. E GRATUITAMENTE.

 

 

Em agosto começam os mutirões de esterilização de cães e gatos nas Subprefeituras, sem custos para a população – o cadastramento privilegiará animais de proprietários de baixa renda. A medida ficou acertada durante encontro realizado na Câmara Municipal, com a participação de mais de 20 subprefeitos, o secretário da Coordenação das Subprefeituras, Walter Feldman, o presidente da Câmara Municipal de São Paulo, Roberto Tripoli, representantes da Secretaria da Saúde e do movimento de proteção e defesa animal.

 

O trabalho será desenvolvido inicialmente pelas ONGs que já mantêm convênio com a prefeitura para esterilizar animais, sendo ampliado na sequência. Tal programa vinha sendo discutido pelo gabinete do vereador Tripoli em parceria com a Secretaria da Saúde e algumas subprefeituras e a grande arrancada aconteceu hoje, quando Feldman trouxe para a Câmara quase todos os seus subprefeitos nesse encontro considerado inédito.

 

Os subprefeitos, inclusive, receberam uma verdadeira aula sobre o problema da superpopulação de cães e gatos e também sobre o drama da verdadeira invasão de ratos que atinge São Paulo.

 

 

MATAR CÃES E GATOS:

POLÍTICA CARA E INEFICIENTE

 

A diretora do Centro de Controle de Zoonoses, Dra. Luciana Hardt, expôs todos os dados referentes à superpopulação de animais domésticos na cidade, o drama do abandono, os perigos para a saúde da população, e ainda o excesso de gastos do Poder Público com o trabalho de captura-manutenção-eutanásia e cremação dos cadáveres. Cada animal irresponsavelmente abandonado pela população e capturado pelo CCZ, se não consegue um novo dono, acaba sacrificado a um custo de R$ 130,00. Enquanto isso, cada esterilização custa, em média, R$ 31,80.

 

As ONGs em São Paulo já fazem esterilização de cães e gatos, sem custos para a população, mas o trabalho precisava ser ampliado para todas as regiões da cidade, o que se tornou possível quando Tripoli manteve gestões junto de José Serra, no início do mandato do prefeito. A partir do sinal verde de Serra, as subprefeituras aderiram, bem como a Secretaria da Saúde, através de sua Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa). E, finalmente, os mutirões devem começar em agosto. Inicialmente, 500 animais serão esterilizados numa subprefeitura, e na seqüência, semanalmente, novas subprefeituras abrem espaço para esse trabalho.

 



Escrito por Teka Mac Cracken às 14h48
[   ] [ envie esta mensagem ]




FINALMENTE UM PREFEITO

COMPROMETIDO COM O PROBLEMA

 

Tripoli, que é autor da Lei da Propriedade Responsável de Cães e Gatos, considera fundamental essa ampliação do trabalho de esterilização, lembrando que “finalmente cada região da cidade estará envolvida, o Poder local, que é a subprefeitura, também. E com isso, escolas, associações de bairro, a população estarão todos mobilizados para enfrentarmos de vez esse grave problema. Finalmente, temos um prefeito e um secretariado preocupado com esta grave questão. Avançamos muito na época em que Eduardo Jorge era Secretário (de Marta), mas depois tudo regrediu e só voltamos a ver o empenho da Prefeitura com o Serra e seu secretariado.”

 

“Excesso de animais – frisa Tripoli -- é um problema de saúde pública e está mais do que provado que capturar e matar não resolve. É um gasto inútil e, além do mais, matar, matar, matar não cabe mais em pleno século XXI. Temos que ter respeito pela vida e, nesse sentido, devemos também educar para a propriedade responsável, visando reduzir o abandono”.

 

Tanto que matar não resolve mais que a prefeitura sacrificou quase 1 milhão e 100 mil animais em 20 anos, e calcula que agora existam um milhão e meio de animais em São Paulo.

 

MATAR RATOS NÃO BASTA.

É PRECISO CONTROLE PERMANENTE.

 

No encontro realizado na Câmara também foi acertado que as subprefeituras se envolverão num grande Programa de Controle de Roedores.  Um programa permanente que vai além da distribuição de veneno pela cidade e do atendimento localizado de denúnicas. Será um trabalho permanente, contínuo, com o comprometimento de todas as subprefeituras.

 

Afinal, conforme revelaram os técnicos da Saúde, São Paulo não tem um programa sistematizado desse tipo há 12 anos, o que faz da cidade uma campeã em mortes por leptospirose. A OMS admite até 10 mortes em cada 100 contaminados; e em São Paulo morrem 15 em cada 100 contaminados. Em 2004 morreram 41 dos 279 contaminados; e este ano as mortes chegam a 15 (147 contaminados).

 

OUTRAS INFORMAÇÕES:

 

REGINA MACEDO

Assessoria do Gabinete do Vereador

Roberto Tripoli, presidente da Câmara Municipal

de São Paulo

reginamacedo@terra.com.br

 

fones: - 6824-4463 e  9627-7187



Escrito por Teka Mac Cracken às 14h48
[   ] [ envie esta mensagem ]




Crianças & Animais

Em alguns países, já é obrigatório nas escolas ensinar a respeitar e cuidar dos animais de estimação. Muitas escolas em todo o mundo, inclusive no Brasil, mantém pequenos animais para tornar possível a convivência entre crianças e animais desde a mais tenra idade.

Os educadores parecem estar descobrindo que conviver com os animais é uma experiência especialmente enriquecedora para crianças e adolescentes.

O contato com os animais de estimação proporciona uma maior aproximação com a natureza e com experiências que valerão para sempre. O animal é a primeira ponte da criança com os ciclos da vida. Através da convivência, torna-se mais fácil entender e aceitar os processos pelos quais ela terá que passar na idade adulta, como a doença e a morte.

Crianças com necessidades especiais são enormemente ajudadas em seu desenvolvimento pela simples presença de um bichinho. Os animais dão segurança e apoio, e seu amor incondicional são capazes de transformar e realizar verdadeiros milagres. Animais atuam em creches, escolas e hospitais, confortando e trazendo a cura para centenas de pessoas, especialmente crianças.

Para as crianças, não há companhia melhor. Os animais de estimação se tornam amigos para toda a vida, trazendo lições valiosas e fundamentais sobre a vida, o respeito e os sentimentos, além de aumentar a independência e o senso de responsabilidade. Crianças tímidas podem tornar-se mais desembaraçadas com o apoio de um gato ou cãozinho. Crianças bagunceiras podem tornar-se mais responsáveis ao ter que enfrentar o desafio de cuidar de um animal. Crianças agressivas se transformam ao conviver com animais amorosos.

Na adolescência, o animal de estimação torna-se um companheiro de todas as horas, o confidente ao qual se pode contar todos os problemas e dúvidas sem medo de ouvir uma crítica em resposta. Ter um animal nesta fase também contribui para incentivar o jovem a ver o animal como um ser vivo que merece carinho e respeito, e não como um objeto descartável de consumo.

 

Educando Para Amar

 

Não basta tão somente comprar ou adotar um animal e entregá-lo às mãozinhas nem sempre cuidadosas dos pequeninos. É preciso saber adequar a escolha à idade e características da criança. É preciso estabelecer quem irá cuidar do animal, os horários para alimentação e brincadeiras, se a criança terá autonomia em suas decisões sobre ele ou não.

É preciso ter em mente que crianças muito pequenas não têm uma noção exata de que o animal é um ser vivo como ela, com sentimentos, que se magoa e sente dor quando tem o rabo puxado. É necessário educar desde cedo, e eu não recomendaria que crianças desta idade brincassem com nenhum tipo de animal sem supervisão de um adulto. Os pais precisam estabelecer os limites e fazê-la entender e respeitar o jeito de ser do animal.

Crianças maiores podem assumir a maioria das responsabilidades com os cuidados diários, mas não espere que ela sozinha se lembre sempre de dar comida e água ou de levar o animal para vacinar. Lembre-se que são seres em formação, que muitas vezes deixam o bicho com fome sem a menor maldade, apenas pelo fato de que vivem com a cabecinha nas nuvens. Os pais devem estar sempre atentos, nunca esquecendo que a responsabilidade maior deve ser a deles. Entretanto, o fato da criança esquecer ou negligenciar os cuidados com o animal deve ser falado e comentado, deixando bem claro as conseqüências que o ato poderia ter.

Nunca brigue com a criança por causa do animal, mas converse sobre suas responsabilidades e lhe pergunte se gostaria de dividir as tarefas com você. Que tal fazer programas coletivos que envolvam toda a família, como a construção de um novo viveiro para os coelhos ou a montagem de um novo aquário ? Que tal montar uma festa de aniversário para o cão e para o gato ou levá-los juntos para passear ?

É importante também que os pais jamais se esqueçam que a criança aprende na maioria das vezes pelo exemplo, e que pais que maltratam ou têm desprezo pelos animais jamais criarão filhos que respeitem a vida.

 



Escrito por Teka Mac Cracken às 14h42
[   ] [ envie esta mensagem ]




Crianças Que Maltratam Animais

 

Com raríssimas exceções, as crianças não nascem com esse espírito destruidor. Crianças muito pequenas podem maltratar ou até mesmo matar um animal por pura falta de conhecimento sobre ele ou da noção de que aquilo é errado. É importante educá-las desde cedo para amar e respeitar outros seres vivos.

Se você presenciar uma criança maltratando um animal, eis o que você pode fazer.

A primeira providência é comunicar os pais das crianças infratoras. Sugerimos que se dê a eles uma cópia da Lei Federal 9.605/98 - LEI DE CRIMES AMBIENTAIS. 
Em casos graves, os pais ou responsáveis serão punidos de acordo com a Lei. Procurar uma Delegacia de Polícia é o caminho. 

 

Leia Também:

O Melhor Amigo do Seu Filho



Escrito por Teka Mac Cracken às 14h42
[   ] [ envie esta mensagem ]




Matéria sobre animais em condomínios

Oi, meninas!

   Se puderem repassar para suas listas e para o orkut, acho legal.
   A matéria já está no jornalzinho online http://www.oitanhanga.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=365
   Se quiserem, podem deixar um recado no FALE CONOSCO do jornal mesmo, acho interessante que divulguem, pois tem gente que deixa de adotar um animalzinho com medo das leis internas do condomínio .
Beijão,


Escrito por Teka Mac Cracken às 14h40
[   ] [ envie esta mensagem ]




 CAÇA - TRECHOS DA DECISÃO JUDICIAL.

Trechos da sentença do juiz federal da Vara Ambiental, Agrária e Residual de Porto Alegre, Cândido Alfredo Silva Leal Júnior, de 28 de junto:
 
O PRAZER DO ALGOZ - "Os animais não são mortos por necessidade de estudos, nem por controle, ou muito menos por estado de necessidade. São mortos pelo prazer do seu algoz".
 
A CRUELDADE - "A caça amadorista é prática que submete os animais à crueldade porque existe abismal desproporção entreu seu objetivo (lazer humano) e seu resultado (morte dos animais)".
 
AS ALTERNATIVAS -  " Se o prazer do caçador é trazer para casa a caça para se banquetear com os amigos, que vá a um restaurante requintado e pague a conta dos convidados".
 
" Se o prazer do caçador é enfrentar e vencer a caça, deixando fluir seus instintos primitivos, que pratique alguma outra modalidade esportiva, em que enfrente iguais numa competição..."
 
A FUNÇÃO SOCIAL -  "Para esse Juízo, isso é prática cruel porque não tem sentido socialmente relevante. É prática não condizente com a dignidade humana e de forma alguma contribui para a construção da sociedade livre, justa e solidária".
 
 



Escrito por Teka Mac Cracken às 14h39
[   ] [ envie esta mensagem ]




O QUE VOCÊ PODE DIZER?
Data: Thu, 7 Jul 2005 13:23:59 -0300

 
 
O QUE VOCÊ PODE DIZER?

http://www.pelosanimais.org/recursos/free_me_go.php




Escrito por Teka Mac Cracken às 14h39
[   ] [ envie esta mensagem ]




"BABY BEEF" , você sabe o que é isto? - off topic.
 



> POR FAVOR, DIVULGUEM PARA O MÁXIMO DE PESSOAS
> CONHECIDAS E GRUPOS !!!

> (requinte de crueldade humana!!!!!!!)
 
> "BABY BEEF" ou VITELA, você sabe o que é isto?
> A carne de vitela, é muito apreciada por ser tenra,
> clara e macia.
> O que  pouca gente sabe é que o alimento vem de
> muito sofrimento do bezerro macho, que desde o
> primeiro dia de vida é afastado da mãe e trancado
> num compartimento sem espaço para se movimenta
> Esse procedimento é para que o filhote não crie
> músculos e a carne se mantenha macia. "Baby beef", é
> o  termo que designa a carne de filhotes ainda não
> desmamados.
   O mercado de vitelas nasceu como subproduto da
> indústria de laticínios
> Que  não aproveitava grande parte dos bezerros
> nascidos das vacas leiteiras.
  > Veja como é obtido esse "produto" 
> Assim que os filhotes nascem, são separados de suas
> mães, que permanecem por semanas mugindo por suas crias.

 Após serem  removidos, os filhotes
> são  confinados em estábulos com dimensões
> reduzidíssimas onde permanecerão
> por  meses em sistema de ganho de peso - alimentação
> que consiste de substituto do leite materno.
> Um dos principais métodos de obtenção de carne
> branca e macia, além da
> imobilização total do animal para que não crie
> músculos, é a retirada
> do  mineral ferro da sua alimentação tornando-o
> anêmico e fornecendo o
> mineral somente na quantidade necessária para que
> não morra até o abate.
> A falta de ferro é tão sentida pelos animais, que
> nada no estábulo
> Pode  ser feito de metal ferruginoso, pois eles
> entram em desespero para
> Lamber  esse tipo de material. 
> Embora sejam animais com aversão natural à sujeira,
> a falta do mineral faz com que muitos comam seus
> próprios excrementos em  busca de resíduos desse
> mineral.
> Alguns produtores contornam esse problema colocando
> os filhotes sobre um ripado de madeira, onde os
> excrementos  possam cair num um piso de concreto ao
> qual os animais não tenham acesso.
> A alimentação fornecida é líquida e altamente
> calórica, para que a
> Maciez da carne seja mantida e os animais engordem
> rapidamente. Para que
> sejam  forçados a comer o máximo possível, nenhuma
> outra fonte de líquido
> é  fornecida, fazendo com que comam mesmo quando têm
> apenas sede
> Com o uso dessas técnicas, verificou-se que muitos
> filhotes entravam
> Em  desespero, criando úlceras pela sua agitação e
> descontrole no espaço
> produzido. Uma solução foi encontrada pelos
> produtores: a ausência
> de luz; a manutenção dos animais em completa
> escuridão durante 22 horas do
> dia, acendendo-se a luz somente nos momentos de
> manutenção do estábulo.
 >  No processo de confinamento, os filhotes ficam
> completamente imobilizados,

> podendo apenas mexer a cabeça para comer e agachar,
> sem poderem sequer
> se  deitar. Os bezerros são abatidos com mais ou
> menos 4 meses de vida
> de  uma vida de reclusão e sofrimento, sem nunca
> terem conhecido a luz 
> do sol. 
> E as pessoas comem e apreciam esse tipo de carne sem
> terem idéia de
> como é  produzida. A criação de vitelas é conhecida
> como um dos mais imorais
> e  repulsivos mercados de animais no mundo todo.
> Como não há no Brasil
> lei  específica que proíba essa prática - como na
> Europa - o jeito
> conscientizar as pessoas sobre a questão.
> Nossa arma é a informação. Se souber o que está
> comendo, a sociedade
> Que  já não mais tolera violências, vai mudar seus
> hábitos. Podemos evitar

> Todo  esse sofrimento não comendo carne de vitela ou
> "baby beef" e REPUDIANDO OS RESTAURANTES QUE A
> SERVEM.
> O consumidor tem força e deve usar esse poder
> escolhendo produtos,
> serviços e empresas que não tragam embutido o
> sofrimento de animais inocentes.




Escrito por Teka Mac Cracken às 14h38
[   ] [ envie esta mensagem ]




Será que alguém consegue ver este video e ficar indiferente???
 

http://tinyurl.com/byaoq


Leiam este texto.

Hoje encontrei seu cão. Não, ele não foi adotado por ninguém. Aqui por perto, a maioria das pessoas já têm vários cães; aqueles que não têm nenhum não querem um cão. Eu sei que você esperava que ele encontrasse um bom lar quando o deixou aqui, mas ele não encontrou. Quando o vi pela primeira vez, ele estava bem longe da casa mais próxima e estava sozinho, com sede, magro e mancava por causa de um machucado na pata.

Eu queria tanto ser você naquele momento em que parei na frente dele.
Para ver sua cauda abanando e seus olhos brilhando ao pular nos seus braços, pois ele sabia que você o encontraria, sabia que você não esqueceria dele. Para ver o perdão em seus olhos pelo sofrimento e pela dor por que ele havia passado em sua jornada sem fim à sua procura... Mas eu não era você. E, apesar das minhas tentativas de convencê-lo a se aproximar, seus olhos viam um estranho. Ele não confiava em mim. Ele não se aproximava.

Ele virou as costas e seguiu seu caminho, pois tinha certeza de que esse caminho o levaria a você. Ele não entende que você não está procurando por ele. Ele só sabe que você não está lá, sabe apenas que precisa te encontrar. Isso é mais importante do que comida, água ou o estranho que pode lhe dar essas coisas.

Percebi que seria inútil tentar persuadi-lo ou segui-lo. Eu nem sei seu nome. Fui para casa, enchi um balde d'água e uma vasilha de comida e voltei para o lugar onde o havia encontrado. Não havia nem sinal dele, mas deixei a água e a comida debaixo da árvore onde ele havia buscado abrigo do sol e um pouco de descanso. Veja bem, ele não é um cão selvagem. Ao domesticá-lo, você tirou dele o instinto de sobrevivência nas ruas. Ele só sabe que precisa caminhar o dia todo.
Ele não sabe que o sol e o calor podem custar-lhe a vida. Ele só sabe que precisa encontrá-lo.

Aguardei na esperança de que voltasse para buscar abrigo sob a árvore, na esperança de que a água e a comida que havia trazido fizessem com que confiasse em mim e eu pudesse levá-lo para casa, cuidar do machucado da pata, dar-lhe um canto fresco para se deitar e ajudá-lo a entender que agora você não faria mais parte de sua vida. Ele não voltou aquela manhã e, quando a noite caiu, a água e a comida permaneciam intocadas. Fiquei preocupada. Você deve saber que poucas pessoas tentariam ajudar seu cão. Algumas o enxotariam, outras chamariam a carrocinha, que lhe daria o destino do qual você achou que o estava salvando - depois de dias de sofrimento sem água ou comida.

Voltei ao local antes do anoitecer. Não o encontrei. Na manhã seguinte, voltei e vi que a água e a comida permaneciam intactas. Ah, se você estivesse aqui para chamar seu nome! Sua voz é tão familiar para ele. Comecei a ir na direção que ele havia tomado ontem, sem muita esperança de encontrá-lo. Ele estava tão desesperado para te encontrar, que seria capaz de caminhar muitos quilômetros em 24 horas.

Algumas horas mais tarde, a uma boa distância do local onde eu o havia visto pela primeira vez, finalmente encontrei seu cão. A sede não o atormentava mais. Sua fome havia desaparecido e suas dores haviam passado. O machucado da pata não o incomodava mais. Agora seu cão está livre de todo esse sofrimento. Seu cão morreu.

Ajoelhei-me ao lado dele e amaldiçoei você por não estar aqui ontem para que eu pudesse ver o brilho, por um instante sequer, naqueles olhos vazios. Rezei, pedindo que sua jornada o tenha levado àquele lugar que acho que você esperava que ele encontrasse. Se você soubesse por quanta coisa ele passou para chegar lá... E eu sofro, pois sei que, se ele acordasse agora, e se eu fosse você, seus olhos brilhariam ao reconhecê-lo, ele abanaria sua cauda, perdoando-o por tê-lo abandonado.

autor anónimo
 



Escrito por Teka Mac Cracken às 14h30
[   ] [ envie esta mensagem ]




O leão Lyon ganha uma nova casa
 
 
http://www.ambientebrasil.com.br/noticias/index.php3?action=ler&id=19957
 

10/07/2005
O leão Lyon ganha uma nova casa

Na manhã deste domingo (10) o proprietário de uma fazenda em Rio Azul, 40 km de Irati, região Sudeste do Paraná, se candidatou para adotar o leão Lyon. Desde a última semana entidades de proteção animal e o proprietário do circo onde o leão morava, procuravam alguém que pudesse adotar o bicho. O alto custo de manutenção e a falta de espaço para o leão foram os principais motivos que levaram a direção do circo a desistir do animal.
Apesar de vários contatos com instituições de proteção animal e zoológicos, ainda não havia sido encontrado um local adequado para abrigar o animal de oito anos. Conforme Andréa de Oliveira Leite, da ONG Amigo Bicho, de Irati, o proprietário da fazenda é criador de javali e tinha o sonho de criar um leão. Ele a procurou neste manhã dizendo que gostaria de ficar com Lyon.

Como a propriedade é grande a autorização foi concedida. O animal está sendo levado neste domingo para a fazenda. O circo que levou o bicho até Irati está sendo desmontado e deve deixar a cidade também ainda neste domingo.

Segundo a presidente da ONG, na última sexta-feira, o Ibama garantiu que daria a autorização para o transporte do animal assim que aparecesse uma pessoa física que ficasse responsável. A documentação do bicho e a autorização para criação ao novo proprietário deve ser encaminhada nesta segunda-feira. (Gisele Rossi / TudoParaná)

Notícia relacionada:

Circo procura “pais adotivos” para leão




Escrito por Teka Mac Cracken às 14h27
[   ] [ envie esta mensagem ]




carro resgate Território Selvagem




Escrito por Teka Mac Cracken às 14h26
[   ] [ envie esta mensagem ]





[ ver mensagens anteriores ]